DESATENDIMENTO TAM,ou COMO A BOA VONTADE CONTORNA O DESPREPARO

CÓDIGO DA RESERVA: KHHO3F                                                                  NÚMERO DO E-TICKET: 957 2155319313

Data: 10 novembro de 2017                   Voo JJ 3932

Saída de Congonhas: 14:05

Dias após este voo, recebi um e-mail da TAM em que era convidado a avaliar o atendimento recebido por mim.

Triste, e magoado com a empresa, relatei o que aconteceu, como abaixo. Mais calmo, atualmente, até acho que posse ter cometido algum deslize na marcação de assento (duvido, voo comercialmente há mais de 40 anos, mas é possível sim). O que não é possível é o que fizeram, e como me trataram os dois despachantes em serviço no “getway ou finger” daquele voo, em Congonhas, São Paulo.

Meus sentimentos? A impressão que ficou? Péssima. Ao pedir ao despachante de embarque que solucionasse o problema de troca de assento (sou idoso e gordo, trocaram-me para coluna B), o mesmo foi sarcástico e evasivo. Ao reclamar deste atendimento, terceiro perguntou sarcasticamente se eu não queria trocar de voo. Diante de minha exigência por respeito e minha exaltação, ameaçou-me, em alto e bom tom, frente aos demais passageiros, de “chamar a Federal para dar um jeito” em mim.

A impressão que me ficou foi de absoluto desprezo pela minha idade e, talvez, pelo fato da passagem ter sido resgate de pontos.

Finalmente o problema foi minimizado pelos comissários de bordo, que gentilmente contornaram a situação do lugar.

É frustrante ser cliente de uma empresa há tantos anos e de repente ser destratado publicamente por despreparo de um subalterno.

Felizmente, um outro episódio, posterior a este, no Aeroporto do Galeão, demonstrou que existem sim, colaboradores interessados em atender aos clientes e usuários de forma a que, mesmo com trabalho, sintam valor como clientes. E com certeza, nenhum prejuízo foi causado à empresa.

Trata-se do seguinte:  meu voo originalmente, do Rio de Janeiro para São Luís (MA), era o JJ 3550, no dia 16/11/2017, com partida prevista para as 23:30 hs, voo direto, com a compra de um assento espaço +, 01ª, conforme reserva KHWPLX, E-Ticket 957 2155319352.

Este voo tinha chegada prevista em São Luís à 1:55 h, tornando-o por demais cansativo, ainda mais para alguém da minha idade.

Na esperança de antecipar o voo, para chegar mais cedo ao meu destino, desloquei-me ao Galeão e tive a sorte de lá encontrar um funcionário que, com um tablete na mão, procurava os clientes para sanar problemas porventura existentes.

Informado da minha intenção, pesquisou até encontrar uma forma em que eu poderia antecipar o voo, embora com conexão em Guarulhos, SP. Além disso, o crédito que eu tinha, do assento espaço + teria que ser usado no primeiro trecho do voo, o que me penalizaria com a necessidade de uma nova aquisição ou o voo mais longo em desconfortável instalação.

A troca de argumentos que se seguiu levou o atendente a consultar supervisores, que sempre insistiam em que eu tinha que adquirir novo assento, em nada importando minha idade, meu estado físico ou o que quer que seja.

Bem, seu dedicado e interessado funcionário manteve em alta sua vontade de ajudar o passageiro e elevar o prestígio da empresa em que trabalha, não desistindo de encontrar uma solução mais agradável.

E foi o que aconteceu. Em conjunto com uma funcionária que atende ao check-in, encontraram, conjuntamente, a solução e resolveram meu problema, com certeza sem prejuízos para a TAM, pelo contrário, creio eu.

Bom, finalmente não guardei os nomes dos envolvidos negativamente no episódio em Congonhas, visto que podem vir a pagar caro por suas atitudes desleixadas, o eu não seria desmerecido. Mas certamente isso alcançaria, sei lá, suas famílias que tem o azar de depender de pessoas como eles.

Mas não poso deixar de elogiar e pedir o reconhecimento da empresa para com os funcionários do Aeroporto do Galeão, Sr. Sérgio Coelho e Sra. Marcia Souza, que com sua boa vontade e interesse, realocaram-me nos voos JJ 3571 e JJ3982.

Além disso, gostaria de agradecer também ao empenho dos comissários de bordo do voo JJ 3932, que, com a aceitação de uma comissária de outro voo que estava a bordo, conseguiu trocar de lugar e me realocar de assento para o corredor.

Finalmente, gostaria que a TAM fizesse ver aos funcionários que o uso do RESPEITO tem que ser mútuo. Tanto eles merecem e tem que ser respeitados (e acredito ser política da empresa) quanto os clientes também.

Que sirva de alerta para contumazes e futuros viajantes.

Um abraço.

Solonel Drumond Jr

Solonel Jr.

Amante de fotografia, sangue cigano, inquieto por natureza, bancário por profissão, aposentado por sorte, jornalista por desaforo (registro nr 1.528/MA), turistante por vontade. Sou eu.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: